Discovery divulga Movimento de Cultura Maker

Movimento Maker é um movimento global que envolve diversas tendências e segmentos de trabalho. É uma extensão da cultura “faça você mesmo” ou, em inglês, do it yourself (ou simplesmente DIY). Esta cultura moderna tem em sua base a ideia de que pessoas comuns podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos. É um movimento que se desdobra para a Educação, Design, Arquitetura e Tecnologia. Onde mescla-se inovação com reaproveitamento de recursos disponíveis. Assim é dada ênfase à um processo criativo que prolifera no mundo todo.

Discovery lançou o reality de competição Batalha Makers Brasil no domingo 28 de abril, às 18h. Composto por oito episódios semanais de uma hora, o programa reúne participantes entre 19 e 50 anos com habilidades em DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo).

Discovery lançou o reality de competição Batalha Makers Brasil no domingo 28 de abril, às 18h. Composto por oito episódios semanais de uma hora, o programa reúne participantes entre 19 e 50 anos com habilidades em DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo).

Com apresentação de Marcelo Tas, a série desafia os participantes em batalhas individuais e em grupo. Ao final de cada episódio, um maker, como esses “fazedores” também são conhecidos, é “deletado”. A decisão de quem será eliminado fica por conta do trio de jurados: a designer Rita Wu e os educadores makers Edgar Andrade e Ricardo Cavallini.

Sob o olhar atento do trio, os makersprecisam mostrar que entendem de tudo um pouco – ou muito. Da programação de computadores à marcenaria; passando por robótica, números e cálculos aos relacionamentos interpessoais. O grande vencedor leva para casa um prêmio no valor de R$ 50 mil e o título de melhor Maker do Brasil.

Não basta ter ideias criativas, é preciso confiar nos outros e ter capacidade de improviso para tirá-las da prancheta. O local de trabalho ajuda: os makers terão à disposição um laboratório completo, com ferramentas como cortadoras a laser, impressoras 3D e os mais diversos materiais, de peças novas a muita sucata.

Batalha Makers Brasil começa com uma prova individual. Os participantes terão apenas quatro horas para criar uma cadeira a partir de um projeto básico oferecido pela produção. Essa cadeira será utilizada por eles próprios durante toda a temporada.

A chapa de madeira vem com um gabarito pré-cortado. No entanto, eles precisam incrementar o projeto, com elementos que traduzam a sua personalidade. Além de agregar um acessório funcional escolhido no laboratório.

A segunda batalha da estreia é em grupo e Marcelo Tas dará ao vencedor da prova anterior a vantagem de escolher quais serão seus colegas de equipe. Os dois times devem dar vida a uma máquina de pinball, criando as próprias peças e dispositivos eletrônicos para irem além do protótipo fornecido.

Ao menos um item feito na impressora 3D deve ser utilizado. O prazo é de apenas sete horas e, ao final desse período, o trio de jurados vai “deletar” um dos makers.

Batallha Makers Brasil é uma produção da Academia de Filmes para o Discovery. Paulo Roberto Schmidt é o produtor; Fabio Ock o diretor. Para a Discovery Networks, Michela Giorelli é vice-presidente de produção e desenvolvimento, Adriana Cechetti é diretora de produção e Sergio Zeigler é supervisor de produção.

Sobre os makers

  • Ana Borba– Engenheira Civil e especialista em Upcycling, 47 anos
  • Deriel Huber-  Estudante de Eng. Mecânica, 24 anos
  • Djalma Ladim– Marceneiro e Designer de Produto, 42 anos
  • Gabriel Checchinato – Estudante de Eng. Mecatrônica, 19 anos
  • Iane Cabral– Designer de Wearables, 29 anos
  • Marcio Okabe – Origamista e Educador Maker, 50 anos
  • Maurício Oliveira– Prof. Arquitetura e Urbanismo, 36 anos
  • Febronio – Cenotécnico e Artista Audiovisual, 45 anos
  • Rafael Arevalo– Maker, 31 anos
  • Sol Santin– Artista Multimídia e Maker, 46 anos

A onda de DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo) atrai cada vez mais seguidores mundo afora. E é justamente pensando nesses “fazedores” ou “makers”, como também são conhecidos, que o Discovery lança o reality de competição BATALHA MAKERS BRASIL a partir de domingo, 28 de abril, uma coprodução com a Academia de Filmes.
Apresentada por Marcelo Tas, a série estreia às 18h e terá oito episódios semanais de uma hora. Os participantes, que têm entre 19 e 50 anos e possuem diferentes habilidades, vão encarar batalhas individuais e desafios em grupo. Ao final de cada programa, um maker é “deletado”. A decisão de quem será eliminado fica por conta do trio de jurados: a designer Rita Wu e os educadores makers Edgar Andrade e Ricardo Cavallini.
Sob o olhar atento do trio, os makers precisam mostrar que entendem de tudo um pouco – ou muito. Da programação de computadores à marcenaria; passando por robótica, números e cálculos aos relacionamentos interpessoais. Não basta ter ideias criativas, é preciso confiar nos outros e ter capacidade de improviso para tirá-las da prancheta. O local de trabalho ajuda: os makers terão à disposição um laboratório completo, com ferramentas como cortadoras a laser, impressoras 3D e os mais diversos materiais, de peças novas a muita sucata.

CONHEÇA A EQUIPE


MARCELO TAS – apresentador
Formado em Engenharia Civil na USP, Marcelo Tas é comunicador, ator, jornalista, roteirista, produtor e diretor de TV. Com cerca de 13 milhões de seguidores em suas redes sociais oficiais, é um dos influenciadores mais premiados do país. Entre suas obras destacam-se o repórter ficcional Ernesto Varela, as séries infantis “Rá-Tim- Bum” (TV Cultura), o projeto de educação à distância “Telecurso” (Fundação Roberto Marinho/ TV Globo) e o humorístico “CQC” (Band). Atualmente, Tas é colunista na rádio CBN e membro do Conselho de Professores do IBMEC, responsável pela Cátedra de Inovação e Jornalismo.


RITA WU – jurada
A arquiteta, designer e pesquisadora Rita Wu é uma figura inquieta no mundo maker. Suas experiências em diversas áreas, como farmácia, arquitetura, biologia molecular e psicologia, lhe conferem atitudes revolucionárias e impactantes no universo dos inventores. Além de suas palestras e consultorias, foi diretora da rede de Fab Labs da Prefeitura de São Paulo, o que atesta sua vocação em defender o caráter social desse nicho ainda em crescimento. Wu é membro-fundadora do Fab Lab São Paulo, com sede na FAU-USP, o primeiro do Brasil. Em seus trabalhos explora a relação entre corpo, espaço e tecnologia, investigando a expansão que a tecnologia pode trazer para nossa percepção espacial através de interfaces vestíveis. Já recebeu prêmios por projetos, artísticos e acadêmicos, apresentando-os no MIT e Universidade de Harvard, além de grandes instituições de arte ao redor do mundo. Enquanto desenvolvedora, já projetou em nano até a escala urbana, além de ter ministrado aulas para diferentes públicos, desde crianças até em Universidades, como SENAC, UNESP e USP. Hoje contribui em diversos grupos de estudos dentro e fora da academia e é Diretora de Conteúdo e Comunicação do Instituto Fab Lab Brasil. 


EDGAR ANDRADE – jurado
Fundador do primeiro laboratório de fabricação digital do Nordeste, o Fab Lab Recife, Edgar Andrade é um dos principais ativistas do Movimento Maker no Brasil, acredita que promover a inovação e estimular o desenvolvimento de novas soluções e modelos de negócios seja uma missão de vida. Ele também se coloca como instrumento de promoção de transformações urbanas a partir da articulação de projetos participativos e compartilhados, estabelecendo conexões mais colaborativas, sustentáveis e que encontram na Tecnologia um meio para estimular a interação entre as pessoas e a cidade. Edgar acredita em quatro áreas fundamentais para a construção de um novo mundo: Entretenimento, Escolas, Cidades e Negócios, e que a partir delas as conexões podem acontecer com todas as outras, Saúde, meio ambiente…Por isso, a sua empresa, o Fab Lab Recife, vem construindo experiências transformadoras na forma como nossas crianças interagem com a Escola e com o Mundo, fortalecendo nesses jovens competências portadoras de futuro, tais como a criatividade e o pensamento crítico e inovador. “Acreditamos que é possível criar dinâmicas de aprendizagem interativas e divertidas, que mobilizem as crianças e jovens, que ajudem a manter viva a criatividade, e que, com ajuda da fabricação digital, acrescentem componentes de empreendedorismo e inovação, e processos de design, como ferramentas relevantes para suas vidas.”


RICARDO CAVALLINI – jurado
Ricardo Cavallini é fundador do Makers, plataforma de educação e inovação focada na prototipagem e desenvolvimento de produtos para a nova Revolução Industrial. Autor de 6 livros que abordam tecnologia, negócios e comunicação. Criador do RUTE, o kit educacional eletrônico mais acessível do mundo. Foi eleito pela Revista ProXXIma como uma das 50 mentes mais inovadoras do setor de comunicação no Brasil. Apontado como um dos três inovadores com foco em negócios em levantamento do veículo Meio & Mensagem junto ao mercado. Fundou a primeira agência digital do Brasil e sua atuação abrange várias áreas, disciplinas e indústrias. Foi diretor de Mídia da F/Nazca Saatchi & Saatchi, diretor de Operações da Euro RSCG 4D, diretor de Planejamento da W/Brasil, diretor de Tecnologia da Organic inc. e vice-presidente de Convergência da WMcCann.

A importância do movimento maker

Esse é um movimento moderno, Maker é uma palavra da língua inglesa que significa: fabricante, criador, construtor, autor. Isso quer dizer que é um movimento de pessoas que fazem algo, ela é uma extensão da cultura já muito conhecida, principalmente em tutoriais de decoração que é o DIY – Do-It-Yourself ou Faça-Você-Mesmo. Isso significa que pessoas comuns podem construir, consertar, fabricar e modificar diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos.

Se você é antenado já deve ter ouvido falar de algum desses eventos:

  • Arduino day;
  • Campus Party;
  • Flisol.

Esses eventos acontecem no Brasil, são encontros de grupos de pessoas que criam e fazem diversas coisas, são eventos do movimento Maker. Essa cultura já existe há décadas e ele foi responsável pela criação e evolução de diversas indústrias, como os computadores pessoais.

O interessante é que qualquer pessoa pode fazer parte desse movimento, é claro que você precisa de uma boa ideia para criar algo e também conhecimento para não só ter a ideia como também executá-la. Mas você pode contar também com outros fazedores, essas pessoas estão o tempo todo criando coisas, algumas dão errado, outras precisam de melhorias e existem aquelas que vão revolucionar a forma que vivemos hoje.

Se você curte esse tipo de trabalho e é ligado nas inovações, não deixe de participar de eventos como os que citamos, além de conhecer muitas pessoas, lá você vai ter a oportunidade de apresentar sua ideia ou mostrar o que já criou. O movimento Makermostra que qualquer pessoa pode fazer qualquer coisa, não precisa estar em uma empresa grande para criar algo diferente e inovador.

Um exemplo disso é a empresa Apple que surgiu em uma garagem, eles tinham uma boa ideia, sabiam como fazer e fizeram, simples assim, é claro que depois será necessário um financiamento. Mas se você criar algo que seja interessante, pode ter certeza que muitas empresas vão querer investir em seu negócio.

Uma dica legal para você que está começando é fazer parte de grupos do Movimento Maker, existem vários grupos de pessoas que participam desse movimento e eles podem te ajudar em diversas questões. 

E isso vale para todas as pessoas, não precisa ser algo completamente tecnológico, você pode criar e fazer alguma coisa na sua área de trabalho, é claro que o movimento Makerestá mais ligado a tecnologia, programas de computador, aplicativos, máquinas e robôs, mas é possível produzir outras inovações.

Aproveite o que a tecnologia tem a oferecer, faça parte do movimento Maker e faça algo, estude para aprimorar seus conhecimentos e ser conhecido como a pessoa que revolucionou nossa forma de viver, já pensou nisso? Agora não deixe de compartilhar com outras pessoas sobre o movimento Maker.

Publicado por rafaelsol

arte-educador e bonequeiro

2 comentários em “Discovery divulga Movimento de Cultura Maker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: